Categorias
Notícias

Açucena entra na lista das rotas turísticas

Os principais atrativos turísticos de Açucena em breve estarão no mapa dos roteiros regionais. Segundo o secretário de Agricultura, Meio Ambiente e Turismo, Adalberto Souza, um trabalho minucioso de catalogação e divulgação vem sendo preparado, contando com a participação de profissionais do setor. Prova disso foi a visita, na última semana, da Jequitibá, uma empresa de receptivo turístico do Vale do Aço, que já vem promovendo passeios e experiências como as rotas do Jacroá e Mata do Parque, em Marliéria e prepara o lançamento da Rota Diow-Marli, indo até Dionísio. 

Ao lado do vice-presidente do Conselho Municipal de Turismo, Weslei Soares, e do conselheiro Guilherme Aurino, Adalberto recebeu as diretoras da Jequitibá Isa Klein, Ildeniza Valadares e Jailma Soares. Durante um dia, elas fizeram uma avaliação preliminar do potencial turístico local, iniciando o mapeamento uma rota pioneira a ser desenvolvida. 

 

Na oportunidade, foram visitados as comunidades rurais do Mirante, Belo Monte e o Distrito de Aramirim e os empreendimentos que futuramente poderão receber os turistas, como o Sítio Carvalho Belo Monte, Pousada Ebenézer, Sítio e Pesque Pague Caeté e os empreendimentos familiares rurais na comunidade do Mirante com a tradicional produção de cachaças artesanais, doces, rapaduras e farinha de monjolo. Elas também conheceram os empreendimentos sociais desenvolvidos no município como a Cozinha Comunitária, a Cooperativa de Produção de Alimentos Sabor Solidário, a Arte Vida Associação, o Centro Cultural e o Ponto de Cultura Nossa Arte Nossa Vida.

Animadas com o que viram durante o tour, as diretoras da Jequitibá destacaram as potencialidades de Açucena e já estão planejando uma nova visita para estudos complementares, formatação e apresentação do produto. Na visão da advogada Isa Klein, o turismo de base comunitária, ou TBC, que sua empresa pratica, “valoriza as riquezas humanas, culturais, históricas e ambientais de cada lugar”. Ela frisou que as rotas promovidas pela Jequitibá têm como protagonista o cidadão comum e seus saberes e estilo de vida, algo bem diferente do turismo de massa.  Sua colega Jailma Soares, que é assistente social, destacou que “o capital social de Açucena é riquíssimo, com  uma diversidade de projetos envolvendo a sociedade civil e o poder público que convergem para o desenvolvimento do município”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *