Categorias
Notícias

Ipatinga ganha novo ponto turístico – Estação de Pedra Mole

Foi inaugurada nesta terça-feira em Ipatinga as obras de restauração do mais novo ponto turístico do Vale do Aço. Trata-se da Estação de Pedra Mole, localizada na confluência dos rios Doce e Piracicaba, entre os bairros Cariru e Castelo, em Ipatinga. Tombado pelo Patrimônio Histórico e Cultural de cidade, o local, que estava completamente abandonado e perdido no tempo, recebeu investimentos de aproximadamente R$ 750 mil, recursos esses através de patrocínio da Usiminas.

As principais intervenções foram: instalação de portas e janelas; construção de rampa de acesso e plataforma de embarque; instalação de linha férrea de 50 metros; piso na área externa e instalação de mesas com bancos; iluminação na área da estação; construção de mirante com estrutura metálica para observação do encontros dos rios Doce e Piracicaba; instalação de portal com identificação em aço; sanitários; escada de acesso; limpeza da ruína mantendo grafites e pichações.


O espaço poderá ser visitado gratuitamente de segunda a sexta-feira, de 11h às 15h, e aos sábados, domingos e feriados no horário de 9h às 16h. Os visitantes poderão acessar as Ruínas a pé, por meio de uma trilha de 650 metros, que conta com totens com informações históricas do local. Na área da Estação foi construído um mirante para o visitante admirar o encontro dos rios Doce e Piracicaba. No local onde estão as ruínas e onde funcionava a antiga Estação, o projeto de restauro buscou manter aspectos construtivos das estações da época aliados a elementos construtivos modernos. Foi recriada uma fachada e feita a cobertura de todo o complexo, para envolver e proteger o bem, e, ao mesmo tempo, permitir vislumbrar como funcionava uma estação de trem àquela época.

“A Usiminas mantém um compromisso com a comunidade de suas áreas de atuação desde sua fundação e, neste ano em que completamos 57 anos de operação, é uma honra entregar este bem tão importante para a história e desenvolvimento da região aos moradores de Ipatinga e do Vale do Aço. Esperamos que a população faça bom uso deste espaço cheio de memória e história”, salientou o presidente da empresa, Sergio Leite, que participou da solenidade de inauguração, ao lado de vários convidados, entre eles o prefeito Nardyello Rocha e o promotor público Rafael Pureza Nunes,

História

Projetada pelo engenheiro Pedro Nolasco, a Estação foi inaugurada em agosto de 1922. Seu nome surgiu da denominação dada ao tipo de rocha presente no terreno onde a estação foi erguida, que se quebrava com facilidade, e era popularmente chamada de “pedra mole”. A Estação funcionou por cerca de quatro anos e o local depois se manteve como cemitério até 1942. Sua construção influenciou na formação das principais cidades do Vale do Aço. Seus primeiros habitantes eram os índios Botocudos, atingidos pelas expedições dos bandeirantes aos rios Doce e Piracicaba, deixando o local.

Por volta de 1930, ela foi foi transferida para a Estação de Ipatinga, hoje Estação Memória, localizada na rua Belo Horizonte. O trajeto cortando o povoado local (atual Centro de Ipatinga) impulsionou o desenvolvimento do comércio. Na década de 1950, um novo terminal foi construído, a Estação Intendente Câmara. A infraestrutura estabelecida até então tornou Ipatinga uma cidade estratégica para a construção da Usiminas, na década de 1950.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *