Categorias
Notícias

Municípios da Mata Atlântica são habilitados no ICMS Turismo

A Secult (Secretaria de Estado de Cultura e Turismo) divulgou a lista dos municípios habilitados no programa ICMS Turismo, que concede incentivo financeiro às cidades mineiras para que implantem projetos de desenvolvimento turístico local e regional. Em 2019, com base no ano referência 2018, foram habilitados 343 municípios, que receberão os repasses no ano que vem. Da região do Circuito Mata Atlântica oito municípios foram contemplados: Açucena, Antônio Dias, Belo Oriente, Coronel Fabriciano, Ipaba, Ipatinga, Marliéria e Santana do Paraíso.

Entre os critérios de aprovação estão participar de um circuito turístico reconhecido pela Secult; ter política municipal de turismo elaborada e, pelo menos, em processo de implementação; possuir Conselho Municipal de Turismo (Comtur) constituído e em funcionamento regular; e ter um Fundo Municipal de Turismo (Fumtur) devidamente regulamentado e em operação.
 
Para a presidente do Circuito Mata Atlântica de Minas (CTMAM), Hélio Anício, a habilitação dos municípios da região indica de maneira objetiva que o trabalho de desenvolvimento do Turismo na região cresce e se desenvolve a cada ano, sem retrocessos. “A concessão do benefício vai além do repasse financeiro, que é importante, mas mostra que essa conquista é fruto de um planejamento e execução de um projeto turístico integrado, que conta com a participação participação do poder público, da sociedade e dos envolvidos diretamente na atividade turística, com entidades como os Comturs e o Circuito sendo a expressão máxima deste clima de participação”. 
 
A habilitação do ICMS Turismo acontece de ano em ano e, portanto, para receber os repasses, os municípios têm que se enquadrar anualmente em todos os critérios. Para conferir a relação dos habilitados.
 
ICMS Turismo
A Lei Estadual 18.030/2009, visando a organização e o desenvolvimento turístico dos municípios mineiros, redistribuiu as cotas de repasse financeiro do ICMS e do IPI, contemplando o setor do turismo. Assim, a criação de um critério de repasse financeiro, denominado ICMS Turismo, fortalece a política pública para o desenvolvimento da gestão turística nos municípios mineiros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *