Categorias
Notícias

Segundo dia de Maratona passará por Marliéria, Timóteo e Fabriciano

Depois de cumprir os 28 Km da primeira etapa da “Desafio Rota do Circuito Mata Atlântica de Minas”, entre São Domingos do Prata e Dionísio, a ultramaratonista Mari Rocha cumpre nesta terça-feira, 17, mais uma etapa de seu trajeto, onde pretende chegar a Coronel Fabriciano, passando pelo Parque Estadual do Rio Doce, em Marliéria e também por Timóteo. Em Dionísio, ela foi recebida pelo prefeito Francisco Castro (Nando), o secretário de Turismo Sharliel Almeida e outros membros da equipe de governo.

Após pernoitar em Dionísio, Mari Rocha deve sair às 7h, sendo que durante o percurso ela estará acompanhada de um carro de apoio, com enfermeira e uma equipe de arbitragem da Federação Mineira de Atletismo, responsável pela oficialização do evento. Pelo regulamento, são permitidas cinco paradas de 15 minutos para hidratação e alimentação de rápida absorção, além da aferição de pressão e de suas condições físicas. Na chegada à Timóteo, prevista para às 12h no bairro Macuco. De lá, a atleta e sua equipe seguem o hotel Dom Henrique, no Centro Norte, onde farão uma parada para descanso seguindo no final da tarde para Fabriciano. A trajetória de Mari Rocha continua até este sábado, 21, quando deve chegar em Açucena, depois de percorrer 200 km. Além de São Domingos do Prata, Dionísio, Marliéria, Timóteo e Fabriciano, o trajeto inclui ainda as cidades de Ipatinga, Ipaba, Santana do Paraíso e Belo Oriente.

Segundo explica, este evento é relevante para os municípios de toda Região Metropolitana do Vale do Aço, pois tem como objetivo divulgar e promover o esporte e com isso o bem estar físico, mental e a integração social, além de divulgar o turismo e o meio ambiente. Com esta campanha, Marilélia acredita estar atingindo o seu objetivo que é levar informação e alertar as pessoas para um problema que atinge a população em todo o mundo que é o câncer de pele. “O câncer não tem idade, sexo nem classe social, está aí no nosso dia a dia, é preciso prevenir”.

A empreitada da corredora conta com o apoio de entidades como o Circuito Mata Atlântica de Minas (CTMAM) das polícias Civil, Militar, do Corpo de Bombeiros Militar, e empresários do Vale do Aço e Governador Valadares. No caso de Timóteo, a atleta conta com o apoio da Prefeitura, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo. Mari Rocha também é embaixadora do Dia V (Dia do Voluntariado) pela rede colaborativa “Somos Ponte”, apoiada pela Fiemg Regional Vale do Aço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *