Categorias
Notícias

CTMAM avança na criação da Rota de Cicloturismo

Primeira rota regional de cicloturismo recebe investimento para criação de identidade visual, sinalização e planejamento de marketing

O Circuito Mata Atlântica de Minas (CTMAM) avançou em mais uma importante etapa para a implementação da primeira rota regional de cicloturismo do Vale do Aço. Realizado em parceria com o Sebrae Minas e o Projeto Turismo no Vale, o projeto da Rota de Cicloturismo recebeu investimentos do CTMAM, na última segunda-feira (21/12), para desenvolvimento da identidade visual, sinalização e planejamento de marketing para as ações de divulgação do roteiro. 

 

A Rota de Cicloturismo possui aproximadamente 200 km e compreende trechos entre os municípios de Timóteo, Marliéria, Dionísio, São Domingos do Prata e Antônio Dias. O percurso envolve uma estrutura e mapeamento com paradas para os ciclistas, com hospedagem, restaurantes, pontos turísticos, que vai beneficiar empreendimentos ligados à cadeia do turismo (hotelaria, atrativos, agências, comércio, serviço e a produção associada), potenciais empreendedores, artesãos, entidades empresariais e órgãos de desenvolvimento.

 

Conforme o analista do Sebrae Minas, Alessandro Lima Challub, o projeto está em andamento desde 2018 e visa reforçar a região do Vale do Aço como destino turístico. “O ciclismo é uma tradição em nossa região. E a partir de uma consultoria contratada pelo Sebrae Minas, em 2019, foi apontado o potencial para o cicloturismo, como mais uma alternativa para desenvolver o setor turístico no Vale do Aço, tornando-o dinâmico, competitivo e reconhecido nacionalmente”, declara Alessandro.

 

O presidente do Circuito Mata Atlântica de Minas, Hélio Anício, conta que a diretoria do CTMAM já iniciou uma mobilização junto aos municípios circuitados para garantir a parceria para a continuidade das políticas públicas de turismo. “Em visita aos municípios que serão contemplados nessa primeira etapa da Rota de Cicloturismo, solicitamos aos prefeitos o compromisso de investir, apoiar e se apropriar do projeto para alcançarmos sucesso na implementação do projeto”, revela Hélio.

O Circuito Mata Atlântica de Minas continua desenvolvendo o seu planejamento de ações e atividades para 2021, em especial, em busca de alternativas para a recuperação do setor turístico no cenário pós-pandemia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *