Ativo 3

Carnaval movimenta o Parque Estadual do Rio Doce

Com a presença de mais de 1,7 mil visitantes, o carnaval foi bastante movimentado no Parque Estadual do Rio Doce, em Marliéria.  A grande novidade foi a nova tela de proteção aos banhistas da Lagoa Dom Helvécio, que agora abrange uma área de 2 mil metros quadrados. Com a medida, os frequentadores terão mais segurança ao frequentar o local, evitando possíveis ataques de piranhas.   

A tela, feita em aço inox, tem garantia de 20 anos e passará por manutenção semestral. A instalação do equipamento contou com metodologia que garante a vedação tanto no fundo do lago, seguindo seus desníveis, e também na superfície com a fixação de boias. Conforme a empresa especializada, o ponto mais profundo a receber a tela tem aproximadamente cinco metros.

Peixes invasores

Diversos lagos do Parque Estadual do Rio Doce, bem como outros lagos da região, sofrem com a presença de espécies invasoras predatórias como piranha (Pygocentrus nattereri), tucunaré (Cichla kelberi) e acará-da-amazônia (Astronotus crassipinnis). Por isso, são necessárias ações de prevenção, em especial com as piranhas que, em circunstâncias específicas, podem gerar acidentes com humanos.

Além da proteção da área de banho, outra medida bem-sucedida de manejo de espécie invasora no lago Dom Helvécio é a pescaria. A atividade é um dos grandes atrativos do Perd, fomentando o lazer e auxiliando na conservação dos peixes nativos, bem como de todo ambiente natural do lago. No Perd, é possível realizar as pescas de barranco e  embarcada. Atualmente, duas empresas autorizadas ofertam o serviço de aluguel de embarcações, são elas: (31) 98540-4251 (Global) e (31) 98465-6025/(31) 99931-0483 (Conca Pesca Esportiva).