Ativo 3

Encontro para Retomada Turismo reúne representantes dos 16 municípios do CTMAM

Realizado, na última terça-feira (30/11), evento debateu novas possibilidades para o desenvolvimento da atividade turística no cenário positivo com o avanço da vacinação

O Circuito Turístico Mata Atlântica de Minas (CTMAM), em parceria com o Sebrae Minas, promoveu o 1º Encontro para a Retomada do Turismo – Ação Regional, na noite da última terça (30/11), no Ipaminas, em Ipatinga. Cerca de 100 participantes, representando os 16 municípios associados ao Circuito marcaram presença no evento, que contou também com o superintendente de Fomento Cultural, Economia Criativa e Gastronomia da Secretaria de Cultura e Turismo de Minas Gerais (Secult/MG), Igor Arci Gomes.

Os prefeitos de Açucena, Raulisson Morais; de Bom Jesus do Galho, Padre Aníbal Borges; de Conceição de Ipanema, Samuel Lopes; de Jaguaraçu, Márcio Lima; e de Marliéria Hamilton Lima de Paula; além dos  vices-prefeitos de Coronel Fabriciano Sadi Lucca; de Ipatinga, Alexssandro Espírito Santo; de Santana do Paraíso, José Anício de Almeida; e o presidente da Fiemg Regional Vale do Aço, Flaviano Gaggiato, que integra o Conselho Municipal de Turismo de Ipatinga, prestigiaram o Encontro regional.

Durante a cerimônia de abertura, os conselheiros municipais de turismo dos 16 municípios foram homenageados pela dedicação aos projetos desenvolvidos em cada cidade. Ainda na solenidade, os prefeitos, vices-prefeitos, secretários e gestores municipais receberam a certificação de integração à Política Estadual de Regionalização do Turismo do Estado de Minas, obtida em 2021.

NOVOS RECURSOS

Para o presidente do CTMAM, Hélio Anício, o evento representou um novo momento para o desenvolvimento do turismo regional. “Este é um recomeço com boas notícias. Pela primeira vez na história do Circuito Mata Atlântica, a região será contemplada com recursos do governo estadual, graças ao empenho da diretoria atual ao inscrever projetos em editais estaduais. Na Lei Aldir Blanc, o valor é de R$140 mil, para realização de atividades em diversas modalidades; e no Edital Reviva Turismo, alcançamos R$210 mil em recursos para criação de um aplicativo que divulgará os atrativos turísticos dos municípios. E o CTMAM é foi destaque entre as IGRs e entidades selecionadas em ambos editais”, celebrou Hélio.

“A descentralização dos recursos para contemplar projetos dos municípios do interior tem sido um dos principais desafios da Secult desde o início do governo Romeu Zema. Editais, como os que o CTMAM foi contemplado, são resultado dos esforços para que os recursos cheguem a todos os municípios mineiros. Portanto, é fundamental que os representantes dos 16 municípios aqui representados reconheçam a importância de fazer parte de um Circuito Turístico, pois é a partir da Política de Regionalização que vamos, de fato, promover o desenvolvimento regional”, ressaltou o superintendente da Secult/MG, Igor Arci Gomes.

CASES DE SUCESSO

Entre as iniciativas já realizadas com o apoio do Circuito Turístico Mata Atlântica de Minas, dois cases de sucesso foram apresentados aos participantes do 1º Encontro para a Retomada do Turismo. 

A empreendedora Ana Cleide, do receptivo Ana Cleide Eventos Exclusivos contou como foram criados os projetos “Eu passarinho”, que propõe observação de aves no Parque Estadual do Rio Doce (Perd) e a “Rota do Mutum” , que apresenta produtos e atrativos turísticos de Ipaba. Em seguida, a advogada e empreendedora Isa Klein, do Receptivo Jequitibá, apresentou a “Rota do Jacroá”, que valoriza os empreendimentos e atrativos de Marliéria durante o roteiro turístico.

Com o objetivo de ampliar as possibilidades sobre a criação de produtos turísticos, a palestra Case de Sucesso – Bonito/MS, do palestrante Cristiano Lopes, detalhou o processo de transformação da cidade em um dos principais e mais visitados atrativos turísticos do país. “A união da sociedade civil, profissionais de turismo, poder público e executivo no Conselho Municipal de Turismo mudaram completamente a atividade turística em Bonito. O equilíbrio na participação dos conselheiros possibilitou a criação e a consolidação do ticket único, utilizado para venda dos passeios na cidade, permitindo que toda cadeia seja beneficiada”, encerrou o palestrante, que é uma referência no Turismo nacional.

compartilhe