Ativo 3

Parque Estadual do Rio Doce celebra 79 anos com Romaria

O Parque Estadual do Rio Doce (Perd), a primeira unidade de conservação de Minas e uma das primeiras do Brasil, completa 79 anos de criação oficialmente no próximo dia 14. Para celebrar a data, será realizada a tradicional Romaria Ecológica Nossa Senhora da Saúde no dia 15, às 11h na sede do Perd, além de celebrações nos municípios de Dionísio, Marliéria e Timóteo ao longo do mês. A romaria remonta a história precursora à criação do Perd. Entre as décadas de 1930 e 1940, o arcebispo de Mariana, Dom Helvécio, realizou visitas à região a qual ele se encantou pela beleza das matas preservadas e suas diversas lagoas.

O gerente do Perd, Vinícius Moreira, frisou a importância do evento. “Ele se revela como um momento de fidelidade da nossa história e da conservação da maior área contínua de mata atlântica de Minas Gerais. Realizar festas como a Romaria é eternizar o Parque Estadual do Rio Doce e toda sua contribuição na proteção da biodiversidade em Minas Gerais e seu papel como exemplo, elemento identitário para conservação da Mata Atlântica e biodiversidade no Brasil”, destaca Vinícius.

Programação da Romaria

As primeiras celebrações foram realizadas no dia 02, em Timóteo, na Igreja de São Sebastião. A programação continua com tríduos nos outros dois municípios que abrigam áreas do Perd. Em Dionísio o tríduo inicia no dia 09 às 19h, na Igreja Matriz da Paróquia São Sebastião; dia 10 às 19h, a cerimônia religiosa será na Comunidade Conceição de Minas e no dia 11 às 17h na Comunidade Amoras. Já em Marliéria, o tríduo será nos dias 12, 13 e 14, às 19h, na Igreja Matriz da Paróquia Nossa Senhora das Dores.

O ápice do evento, dia 15, terá início às 6h30 com a romaria partindo da porta da Igreja Matriz da Paróquia Nossa Senhora das Dores, em Marliéria, para o Parque Estadual do Rio Doce. Às 11h será realizada a missa na capela da Unidade de Conservação.

Participação de equídeos

Nesta edição, a Romaria Ecológica seguirá exigências sanitárias previstas legalmente. O evento está devidamente registrado junto ao IMA (Instituto Mineiro de Agropecuária) para realização de eventos pecuários com o código 76205.

Portanto, para participação de equídeos na missa campal no Parque Estadual do Rio Doce, no Memorial Dom Helvécio, os cavaleiros deverão apresentar obrigatoriamente a documentação abaixo dos animais:  Exame de Anemia Infecciosa Equina- (AIE) e Mormo; atestado sanitário; Guia de Trânsito Animal (GTA).

Mais Informações referentes à documentação dos equídeos, entre em contato com a  Bastos Produções  Eventos Agrícola e Pecuário, via WhatsApp: (31) 98551-6492 .