Categorias
Notícias

Rota do Mutum ajuda a fomentar o turismo no Vale do Aço

Contato com a natureza, valorização da cultura local e boa comida. Uma combinação perfeita para um dia inesquecível. Quem participa da Rota do Mutum podem conhecer algumas das melhores paisagens do Vale do Aço.

Resultado de uma parceria entre o Projeto Turismo no Vale, com apoio da Cenibra e Prefeitura de Ipaba, a Rota do Mutum realizou mais uma edição e contou com diversos participantes, que ao longo de um percurso de quase 50 km, visitaram cinco empreendimentos na Zona Rural de Ipaba.

Uma das visitas aconteceu na Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Fazenda Macedônia, uma área da Cenibra dedicada ao Projeto Mutum. O projeto atua na reintrodução de aves silvestres, como o Mutum, uma espécie de ave nativa da região da Bacia do Rio Doce, fortemente ameaçada de extinção, e outras aves.

Além da visita à Macedônia, a empresa oferece uma trilha interpretativa, onde os visitantes podem apreciar a mata nativa e os monitoramentos ambientais que são realizados pela empresa. Responsável pelo Programa de Educação Ambiental da Cenibra, a analista Brenda Costa reforçou que a rota é um programa de grande importância socioambiental na região. “A trilha é aberta à comunidade.  Na Rota do Mutum, é possível levar as pessoas para conhecer esses lugares e outros pontos especiais da nossa região. É um passeio com alto valor cultural e socioambiental. É importante para que a comunidade participe e incentive o turismo da nossa região”.

Segundo Ana Cleide dos Santos, organizadora do passeio, o objetivo principal da Rota do Mutum é valorizar a tradição, o patrimônio cultural e a natureza da nossa região. “O passeio turístico pela zona rural de Ipaba une a produção artesanal às mineirices, à gastronomia e à ecologia. Estamos trabalhando firmemente na Rota do Mutum para apresentar os atrativos e produtos turísticos rurais da nossa região para incentivar o desenvolvimento dos pequenos negócios e a geração de renda”.

E quem participa, recomenda. Como a produtora cultural Leila Cunha, que participou do passeio acompanhada da família. Ela já havia ouvido falar da Fazenda Macedônia e da Rota do Mutum e garante que as expectativas foram superadas. “Gosto muito do Vale do Aço, da nossa história, natureza e riqueza cultural. O mais legal da Rota do Mutum é que nos mostra o vale do aço para além do aço, os projetos fantásticos que são desenvolvidos na nossa região de grande impacto, preservação ambiental e da memória. Valoriza a nossa região e nos mostra o que temos aqui também, de uma maneira sustentável”.