Ativo 3

Sistema de Certificação e Monitoramento é tema de capacitação virtual realizada pela Secult

Sistema de Certificação e Monitoramento é tema de capacitação virtual realizada pela Secult

Orientações foram direcionadas a equipes técnicas das Instâncias de Governança Regionais

A Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais (Secult), por meio da Superintendência de Políticas do Turismo, realizou, nos dias 28, 29 e 30 de junho, a capacitação sobre o Sistema de Certificação e Monitoramento junto às Instâncias de Governança Regionais (IGRs) que pleiteam a participação na Política de Regionalização do Turismo (PRT) de Minas Gerais.

A ação faz parte da série de qualificações e orientações que têm o objetivo de simplificar o processo de Certificação e reconhecimento das IGRs como executoras, articuladoras e descentralizadoras da Política de Regionalização do Estado.

O Circuito Mata Atlântica de Minas marcou presença na capacitação ofertada pela Secult. A gestora do CTMAM, Iolanda Furbino, nos representou, tendo a oportunidade de aprender mais sobre o funcionamento do sistema, que contribuirá com maior agilidade na gestão da IGR e  cadastro dos municípios circuitados. As gestões municipais têm até final de julho para enviar as documentações ao CTMAM, que irá cadastrá-las no novo sistema.

Sistema

O Sistema de Certificação e Monitoramento das IGRs é o fruto de um trabalho integrado da equipe da Secult (SPT/DRDP e TI) que produziu a ferramenta de modo a facilitar o envio e armazenamento dos documentos das IGRs e municípios e também possibilitar o monitoramento das ações a longo prazo.

A diretora de Regionalização e Descentralização de Políticas do Turismo da Secult, Priscila Martins, explica que “tratou-se de um momento em que as equipes técnicas das IGRs receberam orientações quanto ao novo Sistema de Certificação e Monitoramento, que será lançado em julho e permitirá a inserção da documentação de forma totalmente online. Estamos confiantes de que essa ferramenta será uma grande inovação para o processo e também facilitará o trabalho de todos”, explicou Priscila.

De acordo com a diretora, o objetivo do novo sistema é o envio da documentação aconteça de forma otimizada, com garantia de maior segurança e organização dos dados tratados durante o processo de Certificação das Instâncias de Governança Regionais.

“Recebemos a notícia do novo sistema com uma perspectiva muito boa, porque significa avanço na Política de Regionalização do Turismo de Minas Gerais, faz com que a gente diminua os processos e tenha mais agilidade no processo de certificação. Acredito que teremos um controle melhor dos documentos e maior organização, como a renovação de processos. Isso dá tranquilidade e segurança e faz com que a gente desburocratize o sistema. Novamente Minas Gerais sai na frente nas políticas públicas de Turismo”, pontuou o presidente da Federação dos Circuitos Turísticos de Minas Gerais (Fecitur), Marcus Januário.

Ao todo, foram realizadas três reuniões de capacitação, por videoconferência, que contaram com um total de 79 participantes de 45 IGRs que pretendem solicitar o reconhecimento em 2021.

Processo de Certificação das IGRs

Confira o webinário da Secult sobre Regionalização do Turismo: Certificação das IGR’s 2021, que detalha todos os procedimentos para a certificação.

 

compartilhe