Categorias
Notícias

Estação Memória recebe a exposição Biodiversidade

Evidenciando a natureza, quadros em 3D destacam o estilo surrealista de Marcílio Caldeira

A exposição do artista plástico Marcílio Caldeira, intitulada ‘Biodiversidade’, está aberta à visitação do público na Estação Memória Zeza Souto, no centro de Ipatinga, até a próxima terça-feira, 20. A exposição pode ser visitada entre 8h e 18h, na Estação Memória, na Belo Horizonte, 272, Centro. Os quadros ainda ficam expostos na segunda e terça-feira da próxima semana, no mesmo horário.

Ao todo, são nove telas a serem apreciadas, que representam a natureza de forma singular e carregam traços do estilo surrealista. Nelas, as imagens ganham formas imaginárias, transcendendo a realidade, com percepção em terceira dimensão. As obras, pintadas em acrílico e alto-relevo, já percorreram outros países, como Inglaterra, Alemanha e Estados Unidos.

Com quase 50 anos de dedicação à pintura, Marcílio Caldeira é artista plástico e conta que começou a pintar em papelão. Para as obras em 3D, seus elementos principais são massa, cascalho e pedras. Nesse trabalho, ele evidencia seu apreço pela natureza. “Gosto de imaginar paisagens e passá-las para os quadros, sem qualquer compromisso com o real. O Brasil é um dos países com a maior floresta do mundo; pretendi mostrar tudo isso. Quero mostrar a importância da natureza, a biodiversidade e a fauna. Em alguns casos, fica a critério do público interpretá-los”, comentou.