Ativo 3

Na comemoração do Dia do Trabalho, Turismo mostra sua força como motor da economia

O turismo desempenha um papel vital na economia global, e a força de trabalho nesse setor é um elemento crucial para o seu crescimento e sucesso contínuo. O setor do turismo é conhecido por gerar empregos em diversos segmentos, desde hospedagem e alimentação até transporte e entretenimento, proporcionando oportunidades de trabalho para pessoas de diferentes níveis de habilidade e educação.

Uma das principais características do turismo é sua capacidade de criar empregos tanto para trabalhadores altamente preparados quanto para aqueles com habilidades mais básicas. Nos destinos turísticos, hotéis, resorts e pousadas precisam de pessoal para funções como recepção, limpeza, serviço de quarto, segurança e manutenção. Essas expectativas geralmente são menos específicas, permitindo que indivíduos com níveis variados de formação educacional ingressem no setor e encontrem emprego rapidamente.

No entanto, o turismo também oferece oportunidades para trabalhadores altamente preparados. Por exemplo, agências de viagens e operadoras de turismo precisam de profissionais especializados em planejamento e organização de viagens, além de conhecimentos em marketing e gestão. Além disso, o turismo impulsionado o crescimento de orientados relacionados, como a gastronomia, eventos e atividades recreativas, que apoiaram habilidades específicas e conhecimento técnico.

A força de trabalho no setor do turismo é caracterizada por sua diversidade. Devido à sua natura natureza global, pessoas de diferentes origens culturais e étnicas têm a oportunidade de trabalhar em uma variedade de funções e destinos ao redor do mundo. Essa diversidade traz benefícios inspirados, pois enriquece a experiência dos turistas, aumenta a compreensão intercultural e promove a troca de ideias e perspectivas.

No entanto, é importante reconhecer que o setor do turismo também apresenta desafios para a força de trabalho. A sazonalidade é um fator comum em muitos destinos turísticos, o que significa que os empregos podem ser temporários e instáveis. Isso pode levar a dificuldades financeiras para os trabalhadores durante os períodos de baixa temporada e requer a implementação de políticas adequadas para lidar com essa questão.

Além disso, a natureza do trabalho no setor do turismo pode ser exigente, especialmente para aqueles em funções de atendimento ao cliente. Os trabalhadores muitas vezes precisam lidar com situações estressantes, horários irregulares e altas expectativas dos turistas. É essencial fornecer treinamento adequado, apoio e condições de trabalho justas para garantir o bem-estar dos funcionários.

Em conclusão, o turismo profissional é um papel fundamental na criação de empregos em setores diversos e oferece oportunidades para trabalhadores de diferentes níveis de habilidade e educação. A força de trabalho no turismo é garantida e contribui para a economia global, ao mesmo tempo em que enfrenta desafios específicos, como a sazonalidade e as demandas do atendimento ao cliente. Promover um ambiente de trabalho justo e proporcionar oportunidades de capacitação contínua são elementos essenciais para o sucesso da atividade e consequente prosperidade de toda a cadeira produtiva.

Minas
Minas Gerais é reconhecida nacionalmente e internacionalmente por suas cidades históricas, patrimônio cultural, belezas naturais e culinária típica. Esses estímulos impulsionam o turismo na região, o que consequentemente gera empregos em diversas áreas.

No setor de hospedagem, estima-se que os hotéis, pousadas e resorts em Minas Gerais empreguem um grande número de pessoas. De acordo com dados do Ministério do Turismo do Brasil em 2019, Minas Gerais ocupava a quarta posição entre os estados brasileiros com maior número de estabelecimentos de hospedagem, com mais de 4 mil estabelecimentos registrados (dados de 2020).

Dentro dessa perspectiva, os guias turísticos são profissionais essenciais para compartilhar conhecimentos sobre os locais históricos, pontos de visitação e a cultura do estado. Eles fornecem informações e orientações aos visitantes, conduzindo trilhas em cidades históricas , além de explorar as belezas naturais de locais como o parques nacionais e estaduais.

E com o aumento do turismo, a demanda por acomodações cresce. Hotéis, pousadas, resorts e albergues estão constantemente procurando por pessoas para ocupar cargos como gerente, recepcionista, camareira, cozinheiro, garçom, atendente de bar, segurança, etc.

Além disso, o setor de alimentação também desempenha um papel importante no turismo de Minas Gerais. O estado é conhecido por sua gastronomia rica, com pratos típicos como o pão de queijo, a feijoada mineira, o frango com quiabo, entre outros. Restaurantes, bares, cafés e estabelecimentos de alimentação em geral empregam uma quantidade significativa de pessoas para funções como atendimento ao cliente, cozinha, serviços de bar e gerenciamento.

Reviva Turismo
Planejada para o fim de 2022, a meta de criação de 100 mil empregos, proposta em 2021 pelo Governo de Minas dentro do Reviva Turismo, foi alcançada em tempo recorde em setembro de 2022, superando a expectativa inicial. Foram gerados 108 mil novos postos de trabalho naquele mês, de acordo com o Caged (adastro Geral de Empregados e Desempregados). Em nivel nacional, o turismo compreende mais de 50 atividades econômicas.

Outra meta era colocar Minas Gerais no ranking dos três principais destinos turísticos do país, o que se confirmou em outubro com a divulgação da pesquisa realizada pelo IBGE em parceria com o Ministério do Turismo. A análise mostrou que o estado é o segundo mais procurado pelos brasileiros. Isso se reflete no aumento de 70% na receita nominal das atividades turísticas, sendo Minas Gerais o estado que mais cresceu no país no comparativo com 2021. O aumento de 38,7% no volume das atividades turísticas mineiras inclusive foi maior que a média nacional, situada em 25,9%.

Entre janeiro e outubro de 2022, houve também ampliação em 48% do número de pousos e decolagens de aeronaves nos aeroportos mineiros e em 48,2% no número de passageiros nos aeroportos do estado, em comparação ao mesmo período de 2021. Maior circulação via transporte terrestre é outro dado que demonstra o desenvolvimento do setor. Foi registrado 63% de aumento no fluxo de passageiros da rodoviária de BH entre janeiro e setembro de 2022, em comparação ao mesmo período de 2021. Além disso, Minas se tornou o estado com o maior número de municípios cadastrados no Mapa do Turismo Brasileiro, com 567 registros, segundo o Ministério do Turismo (MTur).

Turismo mundial
Em outubro de 2022, o Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC) divulgou que o setor de Turismo gerou mais de 270 milhões de empregos em todo o mundo em 2021. A entidade revelou ainda que o setor gerou mais 18,2 milhões de novos postos de trabalho, alta de 6,7% em relação ao ano anterior. Para a próxima década, a WTTC estima um crescimento médio anual de 5,8% na geração de novas vagas de empregos, que deve totalizar 126 milhões de vagas até 2032.

De janeiro a agosto deste ano, o setor do Turismo faturou R$ 129,1 bilhões, representando um aumento de 33% frente a 2021 (R$ 97,2 bilhões) e de 41% na comparação com 2020 (R$ 91,4 bilhões). Em relação ao ano anterior à pandemia de coronavírus, já alcança 95% dos resultados obtidos em 2019. Somente em agosto, foram cerca de R$ 17,8 bilhões.

Entre os segmentos que mais contribuíram para rendimento em agosto de 2o22 estão os transportes aquaviário (+32%), aéreo (+19,9%) e terrestre (+8,5%). Os números foram pelo Conselho de Turismo da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) e corroboram a recuperação do setor a partir da retomada de viagens pelo país e da importância do turismo no orçamento familiar e das empresas.